Hoje vive-se o dilema de encontrar o limite adequado entre o craft e o lean. Quanto do processo de software deve ser "criação" e quanto deve ser "produção". O quanto ele deve ter de "artesanal" ou de "industrial". Hoje há dois extremos em agile. E é difícil saber onde se posicionar entre eles. Talvez seja isso que torne o paradigma tão forte conceitualmente. Software precisa de qualidade e excelência (craft), mas também precisa de gestão, números e tendências (lean)... quanto é necessário de cada um para compor um bom projeto de software? Como nivelá-los de acordo com a situação e com o cenário em que se atua?Por outro lado, há um outro fenômeno interessante. Muitos querem usar Agile, e não é fácil em muitos cenários. Enquanto uma parte das pessoas tenta proteger o novo paradigma de conceitos atrelados ao velho, outros tentam adaptá-lo a esses conceitos para que possam entrar no circuito ou expandir sua influência na indústria como um todo. Algumas vezes para dar respostas a nichos de mercado que não querem assumir o risco ou não tem certeza sobre os efeitos gerados por uma mudança tão brusca. É por isso que quando, por exemplo, a palavra CMM se junta à palavra Ágil em algum momento, a internet recebe uma enxurrada de e-mails, posts, etc com opiniões contra e a favor. O interessante que tanto quem é contra quanto quem é a favor clama por defender ou se beneficiar dos mesmos princípios. Mais uma vez, o que é certo? o que é errado? Talvez não se ter certeza sobre o que é certo e o que é errado seja a nossa principal qualidade como comunidade.O que se vê nesse momento é que o fato de Agile ter sido criado em cima de valores e princípios, e o fato de ele ser representado principalmente por comunidades virtuais, o torna mais poderoso do que se pensa. Hoje não há ninguém que controle Agile. Nenhum dos autores do manifesto, ou mesmo um pequeno grupo deles, pode, isoladamente, controlá-lo. É um movimento de vida própria. E ele vem conseguindo oferecer as peças que precisamos para o quebra-cabeças que é desenvolver software. E o que o mantém assim é o equilíbrio gerado pela existência de diferentes abordagens e soluções para um número ilimitado de realidades e cenários de negócio que temos por aí. O Movimento Ágil é hoje um Sistema Adaptativo Complexo, como descrito pelo Highsmith. Ele começa a atuar sob regras que o fazem assumir "Comportamentos Complexos", onde "Complex Behaviour = Simple Rules + Rich Relationships". Em outras palavras, a comunidade hoje funciona assumindo os mesmos comportamentos esperados em projetos Ágeis de software: emergência, adaptabilidade e colaboração, tudo isso sob a proteção de quatro regras simples.Em resumo, o que faz Agile hoje ser tão poderoso são as polêmicas, as discordâncias. Elas mantém o paradigma atrelado ao bom senso. Nenhum dos lados deixa o modelo estável. Há dois extremos, e é a experiência e o estudo de cada um de nós que nos ajudará a localizar o ponto ideal entre eles. Nesse momento, a única certeza que se tem é que nenhum dos dois extremos é o melhor lugar para se posicionar.

Posted by: alisson.vale
Posted on: 11/15/2008 at 11:25 AM
Tags: , ,
Categories: Projetos Ágeis
Actions: E-mail | Kick it! | DZone it! | del.icio.us
Post Information: Permalink | Comments (0) | Post RSSRSS comment feed
 
 
Já a algum tempo venho estudando um pouco sobre teoria de sistemas e sobre suas influências no modelo ágil para desenvolvimento de software. Especialmente no que diz respeito aos trabalhos do Jim Highsmith e do seu método adaptativo. Recentemente, durante esse estudo, me deparei com o trabalho de Donella Meadows sobre os 12 pontos de alavancagem sistêmica e vi muita convergência com os princípios e práticas relacionados a abordagem ágil para projetos de software. Pesquisei um pouco e achei aqui um pequeno texto sobre esse assunto adaptado a área de software, mas achei bastante superficial. Resolvi então juntar alguns textos que tinha escrito sobre análise sistêmica em projetos de software e produzir um artigo. Espero que seja proveitoso para todos.  Projetos Ágeis e os 12 Pontos de Alavancagem Sistêmica.pdf (573,53 kb)

 
 
Como ando recebendo alguns pedidos para envio do material que utilizei na palestra que ministrei no evento JavaBrasil, optei por publicar a apresentação aqui. O título da palestra foi "O Paradigma Ágil". A apresentação foi baseada em uma compilação do livro de mesmo nome que estou escrevendo e na qual discuto temas teóricos que embasam os conceitos utilizados em projetos ágeis. A idéia do livro é descrever a mudança pela qual as atividades de desenvolvimento de software vêm passando desde o lançamento do Manifesto Ágil sob a ótica da teoria de "Mudanças de Paradigmas" e "Revoluções Científicas" proposta por Thomas Kuhn em 1965. A teoria de Kuhn descreve o processo de evolução do conhecimento humano não como fator resultante do acúmulo linear de descobertas ao longo do tempo, mas, como é dito no livro "por meio do surgimento de um novo volume de idéias, percepções, circunstâncias intelectuais, possibilidades e estratégias disponíveis para especialistas de uma determinada ciência ou disciplina em um dado momento". Em outras palavras, o conhecimento humano evolui quando uma nova perspectiva pela qual determinado assunto pode ser explicado é teorizada, aplicada e provada empiricamente. Para explicar como se dá esse mudança no contexto do modelo ágil para desenvolvimento de software, é preciso entender de onde vem cada um dos conceitos sobre a qual o movimento está embasado, como eles se relacionam e o qual o efeito esperado em se juntá-los na direção de formar um novo modelo produtivo mais eficiente. E é nesse ponto que precisamos ser capazes de tecer toda a teia de conceitos que definem a natureza do movimento. Estamos falando de, entre outras coisas, Qualidade Total, Controle Estatístico de Processos, o Modelo Lean, Sistemas adaptativos complexos, Pensamento Sistêmico e princípios de liderança e gerenciamento modernos que juntos estabelecem a essência do paradigma ágil: a criação de sistemas adaptativos controlados pelas próprias pessoas que o compõe. Apresentacao_O_Paradigma_Agil.pdf (485,62 kb)

Posted by: alisson.vale
Posted on: 11/6/2007 at 2:52 PM
Tags: , , , ,
Actions: E-mail | Kick it! | DZone it! | del.icio.us
Post Information: Permalink | Comments (1) | Post RSSRSS comment feed